Portal Mensageiro - O Portal da Sabedoria
 
HOME QUEM SOMOS COLUNISTAS ESPECIALIZADOS PROPOSTA EDITORIAL TUTORIAL FALE CONOSCO
   
ASSUNTOS
  TELEVISÃO  
  ASTROLOGIA
  ESOTERISMO
  MAÇONARIA
  MAGIA
  MITOLOGIA
  RELIGIÕES
  ROSACRUZ
  SOCIEDADES SECRETAS
  TEOSÓFICA
  ARTES CÊNICAS
  ARTES PLÁSTICAS
  ARQUEOLOGIA
  AUTOMOBILISMO
  AVIAÇÃO
  BIODIVERSIDADE
  CIÊNCIAS
  CULINÁRIA
  DIREITO
  ESPAÇOS CULTURAIS
  ESPETÁCULOS
  ESPORTES
  ESPORTES AÉREOS
  ESTÉTICA E BELEZA
  HISTÓRIA
  INFORMÁTICA
  LITERATURA
  MEDICINA E SAÚDE
  MODA
  MONARQUIA
  MUSEUS
  NOTÍCIAS
  OVNIS
  POLÍTICA E ECONOMIA
  PSICOLOGIA
  TURISMO
  UTILIDADE PÚBLICA
 
  CINEMA | TEATRO | TELEVISÃO  
 
   

Lucy Ramos, 23 anos
“Adelaide”

Modelo e atriz de talento, Lucy Ramos mostra
o que sabe em “Sinhá Moça”

Começou com 18 anos os estudos de teatro no SENAC, fez ainda diversos cursos livres.
Sua primeira novela foi “Começar de novo” em 2004, como parte do elenco de apoio.
No cinema estreou com um filme do diretor americano John Stokwell, ainda não exibido.

Fez a oficina de atores da Globo e foi chamada pelo também excelente Benedito Ruy Barbosa para compor o elenco de “Sinhá Moça” na personagem “Adelaide”, uma mucama que desperta paixões.

Lucy Ramos desponta já como uma excelente intérprete extravasando sentimentos que comovem o telespectador. Cercada de veteranos e feras como Osmar Prado, Patrícia Pilar, Zezé Mota, e Débora Falabela, entre outros

Lucy Ramos é mais uma fera que desponta entre os melhores atores do momento e ao que tudo indica só tende a melhorar.

Por isso Lucy Ramos, é de pé que aplaudimos o seu trabalho.

F.P.R. Editor

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Priscila Fantin & Tais Araujo

Atriz atinge seu ponto mais alto quando sua personagem Serena
perdoa Guto por seu assassinato enquanto vivia como Luna.

Tais emociona na reprise de Xica da Silva, no esplendor
de seus17 anos

Priscila Fantin demonstra seu conhecimento de interpretação com todas as fibras de seu corpo.

Na interpretação da cena em que sua personagem Serena, que foi exibida em 17 de novembro, perdoa Guto por seu assassinato enquanto estava encarnada como Luna, mostra a maturidade de uma veterana diva da dramaturgia.

Tais Araújo, aos 17 anos quando interpretou Xica da Silva, igualmente “deu um banho” variando na tragicomicidade da personagem com maestria de uma atriz tarimbada e em final de carreira. Tais e Priscila são gemas preciosas que merecem papéis que as valorizem mais para deleite dos que apreciam a arte em sua forma mais perfeita.

São um orgulho para o Brasil e poderiam brilhar nos mais rigorosos teatros do mundo, como o “Old Vic” ao lado de valores nternacionalmente consagrados.

F.P.R.

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Portal Mensageiro - O Portal da Sabedoria