HOME QUEM SOMOS COLUNISTAS ESPECIALIZADOS PROPOSTA EDITORIAL TUTORIAL FALE CONOSCO
   
ASSUNTOS
   
  ASTROLOGIA
  ESOTERISMO
  MAÇONARIA
  MAGIA
  MITOLOGIA
  RELIGIÕES
  ROSACRUZ
  SOCIEDADES SECRETAS
  TEOSÓFICA
  ARTES CÊNICAS
  ARTES PLÁSTICAS
  ARQUEOLOGIA
  AUTOMOBILISMO
  AVIAÇÃO
  BIODIVERSIDADE
  CIÊNCIAS
  CULINÁRIA
  DIREITO
  ESPAÇOS CULTURAIS
  ESPETÁCULOS
  ESPORTES
  ESPORTES AÉREOS
  ESTÉTICA E BELEZA
  HISTÓRIA
  INFORMÁTICA
  LITERATURA
  MEDICINA E SAÚDE
  MODA
  MONARQUIA
  MUSEUS
  NOTÍCIAS
  OVNIS
  POLÍTICA E ECONOMIA
  PSICOLOGIA
  TURISMO
  UTILIDADE PÚBLICA
 
   
 
   

Brasileiro trabalha até hoje só para pagar impostos, diz instituto
Página da UOL30/5/2013.

O contribuinte brasileiro trabalha até hoje (30) só para pagar impostos. Segundo cálculos do IBPT (Instituto Brasileiro de Planejamento Tributário), o brasileiro médio pagará de impostos neste ano o equivalente ao que ganhou durante 150 dias de trabalho (de 1º de janeiro até hoje, 30 de maio).

A conta inclui todos os tributos impostos, taxas e contribuições cobrados pelo governo federal, Estados e municípios. São itens como Imposto de Renda, IPTU, IPVA, PIS, COFINS, ICMS, IPI, ISS, contribuições previdenciárias, sindicais, taxas de limpeza pública, coleta de lixo, iluminação pública e emissão de documentos.
Os 150 dias trabalhados pelo brasileiro só para pagar impostos ultrapassam países como México (91 dias), Chile (92 dias), Argentina (97 dias), Estados Unidos (102 dias), Espanha (137 dias) e França (149 dias). No estudo do IBPT, a quantidade de dias do Brasil só menor que a da Suécia (185).
Média de dias trabalhados para arcar com tributos vem subindo
O total de dias é bem superior ao das décadas anteriores. Na década de 70, por exemplo, em média, foram necessários 76 dias trabalhados por ano somente para pagar tributos, ou dois meses e 16 dias. Na década de 80, a média subiu para 77 dias (dois meses e 17 dias) e, na década de 90, para 102 dias (três meses e 12 dias).
Parte da tributação no Brasil incide sobre os rendimentos. É o caso, por exemplo, do Imposto de Renda. O cidadão também paga imposto sobre o consumo, que já vem embutido no preço dos produtos e serviços, como PIS, COFINS, ICMS, IPI e ISS. Paga, ainda, imposto sobre o patrimônio, como o IPTU e o IPVA.
De todo o rendimento bruto, o contribuinte brasileiro terá de destinar 41,10%, em 2013, para arcar com essa tributação. Em 2003, a média foi de 36,98% do rendimento, contra 37,81% em 2004; 38,35% em 2005; 39,72% em 2006; 40,01% em 2007; 40,51% em 2008; 40,15% em 2009; 40,54% em 2010; 40,82% em 2011; e 40,98% em 2012.

Trabalhamos para pagar pela incompetência e desonestidade dos governos

Flavio Pinto Ramos, 70 jornalista e professor universitário
Editor

Esse é um dos resultados da política do PT e das quadrilhas de ladrões e incompetentes aliados do partido de terroristas e corruptos levado ao poder por analfabetos e outras figuras de aproveitadores comprados e identificados com a corja de candidatos.
As farsas como o pagamento ao FMI que foi feito com fundos a juros mais elevados créditos obtidos em bancos privados.

A compra de votos mascarada de bolsas diversas, a compra de partidos e políticos diversos com as falcatruas do mensalão e outros mais esquemas bandidos, o perdão de dívidas de países, para que a senhora “Presidenta” pose de estadista como o seu antecessor que como ato final de sua desonestidade “passou o rodo” em bens diversos como presentes   dados ao Estado Brasileiro e objetos de arte do Palácio da Alvorada.
E as safadezas com os acionistas da PETROBRÁS e com o povo brasileiro que paga impostos? refiro-me as refinarias e outros negócios com a Bolívia Cuba etc.
Gastos com os ministérios que somam número maior que os dos Estados Unidos França e Inglaterra Juntos e a Comissão da “Verdade”?
 No ano de 2012 cerca de 200 mil pessoas desapareceram no Brasil
Duvida? Então procure as estatísticas na internet. O governo acoberta números verdadeiros mas mesmo assim o número é alarmante, a cada 3 minutos uma pessoa desaparece no Brasil. O texto abaixo foi copiado diretamente de site.
Estatística? São milhares de pessoas desaparecidas no Brasil entre adultos e crianças e que continuam desaparecendo todos os dias sem deixar o menor vestígio.
Não há registro de números oficiais, sabemos que são muitos milhares, sendo que a maior pesquisa neste sentido foi realizada em 1999 com o apoio do Ministério da Justiça que apontou um número fantástico: mais de 200.000 pessoas desaparecem por ano no Brasil.
Os dados não refletem a real situação. Sabemos que um número infinitamente maior sequer registra o caso na polícia ou por falta de conhecimento ou pelo temor que a grande parte das pessoas têm de entrar numa delegacia (isto é fato).
É o caso de pensar “e agora José?” de quem é a culpa quem está procurando essas pessoas desaparecidas de quem é a culpa? Os militares não estão governando, É O PT.
E para onde vaio direito das famílias desses desaparecidos de saber o que aconteceu com eles e onde estão se vivos ou mortos, se mortos onde estão os corpos?
Porque ninguém cobra ao Governo do PT o desaparecimento deles? Porque as emissoras de TV não questionam?
Vai aí uma dica que qualquer pode pesquisar e constatar.
Porque emissoras de Rádio, Televisão, e os veículos impressos jornais e revistas de Grande Circulação Nacional não denunciam?
Televisões não denunciam porque no Brasil canais de TV são concedidos a “Título Precário” podendo o governo cassa-los em qualquer tempo.
Veículos impressos de grande circulação dependem de matérias pagas para cobrir seus custos. O governo deixará de publicar matérias pagas como Atas e Balanços, Publicidade, anúncios de emprego das Empresas de Economia Mista. Editais e outras matérias pagas.
Outra hipótese é a censura interna e a coopção de diversos jornalistas de esquerda alinhados com o poder dominante e com as mordomias de passagens hospedagens e outras.
Quem desejar conhecer quem é Lula acesse o livro do jornalista Ivo Patarra “O Chefe”.
Novas eleições se aproximam e o povo, será que o povo aprendeu?

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Portal Mensageiro - O Portal da Sabedoria